Parece-me que agora nada me impede de levantar vôo, pois não tenho mais grandes desejos a não ser o de amar até morrer de amor.
Boa Tarde! São José dos Campos, segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Participantes da vida divina e Testemunhas do Ressuscitado - Mc 16, 15-20


20/05/2012

A celebração da ascensão de Jesus é expressão da nossa fé no Ressuscitado: cremos que ele vive para sempre, está glorioso no Céu e, embora invisível, continua caminhando e agindo no meio de nós e através de nós.
Antes de subir ao Céu Jesus se despede dos seus amigos confiando-lhes a continuidade de sua missão, por meio da qual ele mesmo continuará indo ao encontro das pessoas para salvá-las. Por essa razão ele dá aos discípulos a capacidade de serem suas testemunhas através dos “sinais que acompanharão aqueles que crerem”. Muito mais do que interpretar esses sinais como poderes mágicos ou dons extraordinários, devemos vê-los como manifestação da força da fé para transformar a vida das pessoas.
A fé torna as pessoas capazes de vencer o mal em todas as suas formas (“expulsarão demônios”); possibilita a comunicação que gera vida e paz nas diferentes situações e no contato com diversos tipos de pessoas (“falarão novas línguas”); torna as pessoas imunes às dificuldades que encontram ao longo da missão (“serpentes ou veneno não farão mal”); confere o dom de confortar os sofredores e aliviar suas tristezas (“imporão as mãos sobre os doentes e ficarão curados”).
Depois que Jesus subiu ao Céu os discípulos saíram pregando o Evangelho por toda parte. Assim também deve acontecer conosco depois de celebrarmos a Ascensão de Jesus, pois tanto naquele tempo quanto hoje a sua Palavra e a sua vida portadoras de salvação são indispensáveis para que todas as pessoas encontrem o sentido de sua existência e a felicidade permanente.
Para produzir frutos, nossa ação evangelizadora deve ser acompanhada pelos sinais do amor a todos, do serviço incondicional, do acolhimento sincero, da atenção e do cuidado dos mais pobres, da defesa da vida dos mais fracos, da alegria, da paciência, da escuta, da união e da perseverança.
Vivendo esses valores na vida e na missão seremos no mundo a presença do Ressuscitado que subiu aos Céus não para afastar-se de nós, mas para nos tornar participantes de sua divindade.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Administrador Paroquial

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.