É muito doce a gente se sentir fraco e pequeno!
Bom Dia! São José dos Campos, terça-feira, 17 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
11° DOMINGO DO TEMPO COMUM - Mc 4, 26-34 - Passar das comparações à intimidade com Jesus para compreender o mistério da salvação


17/06/2012

As parábolas contadas por Jesus ao longo de toda sua atividade missionária são comparações que ele faz para ajudar os seus ouvintes a compreender a grandeza dos mistérios que ele revela. No trecho do Evangelho que estamos refletindo ele usa duas comparações para nos aproximar do que é o Reino de Deus. 
A teologia explica que a expressão “ Reino de Deus”, muitas vezes entendida como “Reinado de Deus”, significa a autoridade divina sobre o ser humano e sobre a história, no sentido de cuidado, condução, desejo de salvação. Assim, o Reino de Deus é o zelo que Deus tem pelas suas criaturas, especialmente pelo ser humano, protegendo-as do mal, favorecendo seu crescimento, conduzindo seus passos na direção da sua finalidade que, no caso do ser humano, é a felicidade verdadeira junto dele (salvação).
No Evangelho deste domingo, primeiramente Jesus diz que esse jeito de Deus lidar com suas criaturas é discreto e misterioso como o crescimento da semente. É algo que não parte nem depende do ser humano, mas da força escondida do amor de Deus. Contemplamos nestas palavras a ação da graça, que faz acontecer na história humana os projetos divinos. É Deus que toma a iniciativa de trabalhar silenciosamente para realizar o seu plano em relação a cada pessoa, e vai fazendo isso sem parar, contanto que não encontre obstáculos.
Num segundo momento Jesus diz que a soberania divina sobre o ser humano é como o grão de mostarda, que é pequeno, mas portador de uma grande força . Isso significa que quando o ser humano é alcançado pela salvação de Deus  supera sua fragilidade, produz mudanças na sua vida e na de seus semelhantes. Os outros, como pássaros que se abrigam nos galhos de uma árvore, encontram na pessoa conduzida pela graça de Deus aquilo que os ajuda a viver em sentido pleno.
São Marcos termina este trecho de seu evangelho dizendo que Jesus só falava por meio de parábolas,mas quando estava sozinho com seus discípulos explicava-lhes tudo. O evangelista sublinha a importância do encontro pessoal dos discípulos com Jesus, onde ele revela mais profundamente os seus mistérios. Para compreender o significado da mensagem de Jesus, guardando-a no coração e sendo por ela guardados e conduzidos precisamos, como discípulos seus, de momentos de proximidade e intimidade, nos quais Ele nos fala ao coração, nos encanta com a Boa Nova de salvação e realiza em nossa vida sua palavra.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Administrador Paroquial

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.