É muito doce a gente se sentir fraco e pequeno!
Boa Tarde! São José dos Campos, segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
23º DOMINGO DO TEMPO COMUM - Mc 7, 31-37 - Jesus nos cura para nos tornar livres para a missão


08/09/2012

Na antiguidade acreditava-se que a chegada do Messias traria a cura aos cegos, aos surdos, mudos e coxos, isto é, o Enviado de Deus viria para restituir a integridade ao ser humano.
Vemos no Evangelho deste domingo que Jesus cura um surdo que falava com dificuldade, realizando as profecias e manifestando-se como o Messias .
Também para nós essa manifestação, atualizada pela Liturgia, é importante.
Ela nos faz conhecer Jesus como aquele que nos dá a capacidade de ouvir bem para, igualmente, falar bem. Ele é a Palavra, isto é, a comunicação de Deus, que, aproximando-se de nós e adentrando nossos ouvidos, muda nossa maneira de pensar e agir e nos leva a proclamar sua novidade por meio de uma vivência renovada pelo Evangelho.
Jesus nos liberta da surdez que nos impede de conhecer os seus planos e ser santos e comprometidos com os irmãos ao seu modo. Ele nos livra do risco de viver movidos só pelos nossos pensamentos, sentimentos e interesses, para dar-nos a graça de ter nós o seu pensar e o seu querer.
Diante de Jesus Salvador devemos todos nos apresentar surdos e incapazes de falar, para receber dele a cura, isto é, a transformação necessária para acolher o que ele tem a nos comunicar, deixando que a novidade de vida que ele nos oferece nos leve a um testemunho cristão mais forte.
Embora Jesus pudesse ter curado o homem com uma simples palavra, ou até, unicamente com o pensamento, ele usa gestos. Faz isso para levar-nos à compreensão de que para sermos curados de nossas incapacidades precisamos ser próximos dele, deixar que ele nos toque, dar-lhe liberdade para agir em nosso favor, segundo seus critérios.
Como podemos fazer isso concretamente?
Por meio de uma vida de oração mais profunda, que nos faça encontrar-nos com Ele e sair marcados pelo seu jeito;
Pelo contato com a Palavra de Deus, na leitura constante da Bíblia, que nos faz contemplar a face do Senhor e a sua misericórdia que quer realizar maravilhas em nós.
Através da participação e do serviço na comunidade, que por um lado nos desafia, mas por outro nos faz crescer nas virtudes evangélicas.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Pároco

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.