Ó Trindade, vós sois prisioneira de meu amor!...
Bom Dia! São José dos Campos, terça-feira, 17 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
3º DOMINGO DO ADVENTO - Lc 3,10-18 - Alegria e compromisso para acolher o Senhor que chega


16/12/2012

O terceiro domingo do Advento é chamado Gaudete (Alegrai-vos) porque convida todos os fieis à alegria que nasce da certeza do Senhor que está próximo.

O Evangelho lido neste domingo fala da missão de João Batista e os seus efeitos na vida das pessoas. Suas propostas conduzem àquilo que esperavam da parte de Deus, por isso se prontificam a fazer o que ele diz considerando que ele fala com autoridade divina. Chegam até a pensar que João seja o Messias esperado.

Com toda humildade, porém, João se declara como aquele que vem preparar o caminho para que o Senhor chegue a todos. Ele tem clareza de qual seja o seu lugar: se as suas palavras comovem os corações, levando-os à mudança, as palavras daquele que está para chegar farão muito mais. As imagens usadas por João para descrever a obra que o Messias realizará, revelam a força de sua missão e a grandeza de sua obra, que criará uma nova humanidade, pois destruirá tudo que atrapalha o ser humano de ser e viver conforme o projeto do Criador e o capacitará para a santidade de vida desejada por Deus para todos os seus filhos.

O convite feito pelo 3º Domingo do Advento deve ressoar aos nossos ouvidos como palavra de encorajamento nascido da fé: Jesus que nasceu em Belém e permanece junto a nós na Palavra e na Eucaristia, continua realizando sua obra de purificação e transformação dos corações. Sua presença junto de cada um de nós faz-nos amadurecer como filhos de Deus e como irmãos uns dos outros. Sua palavra gera-nos como pessoas capacitadas à prática das boas obras. Sua presença eucarística fortalece-nos para darmos também nossa vida pelos outros.

A certeza de que tudo isso é verdadeiro deve despertar em nós a mesma pergunta feita pelos ouvintes de João Batista: “O que devemos fazer?” e a resposta comprometida nas diferentes vividas em nossos dias.

Aos membros das paróquias se pede que sejam mais unidos, que se amem e se respeitem sinceramente, que sejam presença junto aos sofredores.

Aos agentes de pastorais, que renovem seu ânimo, que sejam criativos nos projetos e práticas de evangelização, que combatam os ciúmes e as críticas recíprocas, que se preocupem menos consigo mesmos e se dediquem mais ao trabalho missionário, indo ao encontro dos afastados.

Aos jovens se pede maior participação naquilo que está sendo oferecido a eles em preparação para a Jornada Mundial da Juventude e para maior envolvimento na vida eclesial.

Aos sofredores,    que tenham paciência e confiança na misericórdia divina e saibam oferecer seu sofrimento pela redenção do mundo.

A todos, que o desânimo não domine sobre eles, mas a esperança renove suas forças cada dia.

 

Pe. Edinei Evaldo Batista

Pároco

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.