O Senhor é tão bom para comigo, que me é impossível temê-lo.
Boa Tarde! São José dos Campos, segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
4º DOMINGO DO TEMPO COMUM - Lc 4,21-30 - Em Cristo somos mais que vencedores


03/02/2013

Embora não apareça de modo muito claro, o Evangelho deste domingo nos mostra os ouvintes de Jesus passando rapidamente da admiração por ele para a crítica a ele.
Em um momento se encantam com sua sabedoria, mas logo em seguida se perguntam: “Mas ele não é o filho de José?” ou seja, “Como pode estar falando assim se é alguém tão próximo de nós?”.
Jesus se serve deste ocorrido para mostrar a todos nós que ser profeta é algo exigente. Nem sempre quem anuncia os valores do Evangelho e do Reino é bem compreendido, exatamente porque um verdadeiro profeta não fala apenas palavras doces e agradáveis. Muitas vezes ele tem que dizer aquilo que não é gostoso de ouvir mas é necessário que seja ouvido.
O gesto dos conterrâneos de Jesus que ficam furiosos e chegam a levá-lo para jogá-lo precipício abaixo, mostra que a rejeição a um profeta pode ser tão grande que chegue ao extremo da violência contra ele.
No entanto, somos chamados a ser profetas e a anunciar com nosso testemunho de vida a novidade que Deus nos oferece: a existência vivida no amor, na fraternidade, na pobreza, no serviço aos outros, no perdão sem limites, na defesa dos mais fracos, na luta pela justiça, na denúncia contra a exploração do ser humano, na doação da vida pelos outros.
Nem todos vão gostar desse jeito de viver a que os cristãos são chamados. Muitos vão tentar desviá-los deste caminho, outros vão debochar e não faltará quem se ponha a perseguir os que decidirem viver assim.
Entretanto, o gesto de Jesus que passa pelo meio das pessoas e continua seu caminho nos ensina qual deve ser a nossa atitude quando surgirem ventos contrários em nossa vocação e missão de profetas do Reino de Deus: não dar bola para a opinião dos outros, não se abater por comentários maldosos e mentirosos, não se deter nas dificuldades e não se fazer de fraco diante da fúria dos que são contrários aos planos de Deus.
Jesus não somente nos ensina o que fazer, mas ele faz junto conosco. Unido a nós pela encarnação ele se une de novo e de modo mais profundo pela Eucaristia, através da qual nos dá sua força, sua consciência e sua determinação.
Mesmo frente a dificuldades, creiamos que não estamos sozinhos. Aquele que venceu antes de nós e em nosso nome, continua à nossa frente e dentro de nós, para nos fazer também vencedores.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Pároco

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.