Ó meu Deus, longe de me desencorajar à vista de minhas misérias, venho a vós com confiança...
Boa Tarde! São José dos Campos, quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
2º DOMINGO DA QUARESMA - CF 2013 “Fraternidade e Juventude” - Lc 9, 28b-36 - Enquanto rezava, seu rosto mudou de aparência


24/02/2013

No 2º domingo da Quaresma refletimos a narrativa bíblica da transfiguração de Jesus, como um convite de Deus para que nos transfiguremos também e, assim,  participemos mais plenamente da vida gloriosa do Ressuscitado.
Um detalhe que somente o evangelista Lucas conta é que “enquanto rezava, o rosto de Jesus mudou de aparência e sua roupa ficou branca e brilhante”.
A nova aparência de Jesus, descrita como luminosa significa a sua divindade que momentaneamente foi mostrada aos seus discípulos a fim de encorajá-los em sua caminhada e missão. Enquanto seguidores de Jesus eles haveriam de passar pelas mesmas dificuldades que o Mestre, mas a esperança de chegar à glória haveria de mantê-los firmes na resposta à sua vocação.
Além disso, a transfiguração do Senhor e o modo como ela é apresentada por Lucas, convida os discípulos de ontem e de hoje a fazerem o mesmo caminho de transformação de si mesmos, para refletirem, já neste tempo, o esplendor da divindade que alegra e anima as pessoas.
Este convite reforça o sentido da Quaresma como tempo de graça e reconciliação, de conversão e maior compromisso com Deus e com os irmãos, em vista de maior fidelidade a Deus e de vivência da vida nova conquistada para nós pelo Cordeiro Imolado.
Um excelente meio para a transformação das pessoas em verdadeiros seguidores e anunciadores de Cristo é a oração.
Quando rezamos, contemplamos o rosto bondoso de Deus, cujos traços são impressos em nós e nosso rosto iluminado torna-se iluminador. Na oração Deus se revela mais profundamente a nós e nós nos tornamos caminho para ele se revelar aos outros, porque nos aproximamos mais dele e de seu plano de santidade a nosso respeito. Assim como as vestes de Jesus, que unidas a ele também se tornaram brancas e brilhantes, tudo o que está unido a nós e tudo o que fazemos participa dessa transformação, reflete o brilho da bondade e da beleza de Deus, que encanta.
A partir de uma vida de oração profunda o que fazemos tem mais qualidade e os frutos de nosso agir são mais garantidos pois é Deus mesmo que realiza em nós e através de nós a sua obra de salvação.
Seguindo o exemplo de Jesus rezemos bem para que através dessa prática nosso rosto se transfigure e se torne luminoso como o seu.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Pároco

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.