É na tua bondade sempre infinita que quero me perder, ó Coração de Jesus!
Bom Dia! São José dos Campos, terça-feira, 17 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
11º DOMINGO DO TEMPO COMUM - Lc 7,36-50 - O olhar misericordioso de Deus se dirige aos pecadores para convidá-los a mudar de vida


16/06/2013

Encontramo-nos, neste domingo, com o gesto significativo da mulher pecadora que banha os pés de Jesus com suas lágrimas, enxuga-os com os cabelos e unge-os com perfume. Jesus mesmo dá a interpretação deste fato dizendo que o gesto profundamente amoroso da mulher é sinal de gratidão pelo perdão recebido, de forma totalmente gratuita.
Poder-se-ia pensar que num encontro anterior com Jesus, suas palavras, seus gestos ou, até mesmo, o seu simples olhar tenham sido expressão de misericórdia e convite silencioso àquela pecadora para que mudasse de vida. E ela foi capaz de acolher tal comunicação deixando-se refazer por ela.
A mulher anônima que se aproxima de Jesus mostrando ter grande intimidade com ele revela-se alguém que teve o coração transformado pelo amor divino manifestado na pessoa do Salvador feito homem.
Com um olhar simplesmente humano, diríamos que sua iniciativa foi ousada, isto é, ultrapassou os limites. Com olhos de fé,no entanto, compreendemos que quem é alcançado pela misericórdia divina torna-se livre e sempre capaz de ir além do que é estabelecido. Somente quem foi transformado pelo perdão de Deus torna-se pessoa generosa e misericordiosa com os que erram, dando mais do que tem obrigação e transbordando bondade para com todos.
 O sentido maior do gesto daquela mulher é a gratidão por ter recebido algo que não fez por merecer, a partir da iniciativa de Jesus, como puro dom.
Jesus mostra ao dono da casa - que era um fariseu -, que os gestos da mulher, carregados de amor e gratidão, se contrapõem aos seus, mecânicos e frios. Os fariseus eram pessoas que observavam rigorosamente as regras exteriores da religião de seu tempo e se julgavam perfeitas, achando-se merecedores da bondade de Deus e, portanto, dispensados de realizarem gestos de gratidão e amor profundos.
O Evangelho deste domingo nos ensina que o perdão se inicia e se conclui em Deus, pois depois que a mulher realizou seu gesto de gratidão pelo chamado à mudança de vida e confirmou com seus gestos amorosos que estava disposta  a aceitá-lo,  Jesus lhe disse: "Teus pecados estão perdoados. Tua fé te salvou. Vai em paz".
Aprendemos também que o olhar de Deus se dirige para os pecadores e frágeis, não porque encontra neles algo de bom, mas para dar-lhes algo de positivo, convidando-os amorosamente a mudar de vida.
Embora a condição de pecadores não nos seja algo conveniente, ela não é a última palavra em nossa existência, sempre possível de ser resgatada e renovada pela misericórdia divina.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Pároco

 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.