O Bom Deus me dá coragem na proporção dos meus sofrimentos.
Boa Tarde! São José dos Campos, segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
21º DOMINGO DO TEMPO COMUM - Lc 13, 22-30 - Entrar pela porta estreita é acolher a salvação que Deus nos oferece em Jesus


25/08/2013

No passado muitas pessoas achavam que a salvação estava reservada aos heróis. Apenas os que fossem capazes de atos extraordinários conseguiriam conquistá-la. E ainda hoje há quem pense assim.

Por isto é que uma pessoa perguntou a Jesus se é verdade que são poucos os que se salvam, como vemos no início do evangelho deste domingo.

Contudo, os gestos e as palavras de Jesus, durante toda a sua vida, modificaram essa mentalidade. Ele é Deus que veio ao encontro da humanidade para oferecer-lhe a salvação como puro dom do amor divino.

Em Jesus, Deus se compadece da humanidade oprimida pelo pecado e lhe estende a mão para levantá-la.  E faz isso não porque as pessoas mereçam a salvação, mas porque precisam dela.

Entretanto, Jesus afirma que devemos fazer todo esforço possível para entrar pela porta estreita, ensinando-nos que embora a salvação seja dada por Deus, o ser humano precisa fazer a sua parte para, de fato, experimentá-la.

Entrar pela porta estreita é aceitar as condições propostas pelo Evangelho para vivermos como pessoas renovadas pela salvação que Deus nos oferece.

Entrar pela porta estreita não é passar por sofrimentos para ganhar o céu, como muitos costumam pensar, entendendo que a salvação se inicia só depois da morte. É colocar-se no seguimento de Jesus para viver os valores que Ele viveu e pelos quais veio renovar os corações e as relações. É abraçar o amor como regra de vida que não vê limites para a prática do bem; é adotar o perdão como caminho mais curto para a felicidade; é assumir o serviço como instrumento de construção do outro; é estar disposto a dar a vida para que outros vivam plenamente. E tudo isso, já neste mundo.

O que faz alguém participante da salvação não são os títulos que as pessoas têm ou funções que exercem, mas o compromisso com a novidade que Jesus que veio trazer para a humanidade. Seremos reconhecidos pelo Senhor se formos praticantes dos seus ensinamentos.

Nem todos os verdadeiros seguidores de Jesus possuem esse nome: aos olhos humanos são os últimos. Entretanto, aos olhos de Deus são os primeiros, porque vivem o Evangelho experimentando e comunicando a alegria que somente ele oferece.

 

Pe. Edinei Evaldo Batista

Pároco

 

 
Arquivos disponíveis:

05-08 - 11-08.pdf

12-08 - 18-08.pdf

19-08 - 25-08.pdf

26-08 - 01-09.pdf

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.