Não é bastante amar, é preciso prová-lo!
Bom Dia! São José dos Campos, terça-feira, 17 de outubro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
FESTA DA APRESENTAÇÃO DO SENHOR - Lc 2,22-40 - O SENHOR É MINHA LUZ E SALVAÇÃO


01/02/2014

Na Festa da Apresentação do Senhor ao Templo o Evangelho nos fala sobre a família de Jesus, que foi a Jerusalém para cumprir um dos preceitos religiosos de seu tempo: o de apresentar o primeiro filho, consagrando-o a Deus. Trata-se de um gesto de louvor, gratidão e compromisso por parte de Maria e José.
Mas, esse gesto também aponta para o que será a vida e a missão de Jesus: estar totalmente à disposição de Deus para cumprir sua vontade e recriar a humanidade, libertando-a do pecado e reconstituindo-a como "Povo do Senhor".
Tanto de uma parte quanto da outra vemos o brilho da fidelidade e também os seus efeitos. A fidelidade de Jesus, Maria e José produziu satisfação, fez com que a presença do Salvador fosse percebida, manifestou o cumprimento das promessas divinas, levou os outros a experimentar e comunicar a alegria da salvação.
Graças à fidelidade de Jesus, Maria e José Simeão e Ana viram sua esperança se concretizar. Tudo o que seu coração esperava pode ser contemplado como realidade "ao alcance de suas mãos".
Podemos aprender com a família de Nazaré para sermos famílias que vivem a fidelidade e desse modo irradiar a luz de Deus que alegra e transforma corações, gera atitudes novas e torna possível relacionamentos sadios.
Na família de Nazaré Deus era sempre o primeiro a ser servido, isto é, o que contava para o agir de todos é a vontade divina e não o desejo, a necessidade ou a preferência de cada um.
Se em nossas famílias fizermos o mesmo, alcançaremos a alegria, a união, o respeito, o crescimento de todos nas diferentes dimensões e, sobretudo, o testemunho que revela a presença de Deus entre nós operando maravilhas.
Para viver o gesto de fidelidade de apresentar o Menino Jesus ao Templo, Maria e José tiveram que caminhar, indicando-nos com isso que a vivência da fidelidade requer esforço, disposição, mudança de esquemas, sair da zona de conforto.
Imitemos a família de Nazaré, esforçando-nos para viver sempre a fidelidade em nossos lares a fim de que cada casa seja o Templo onde todos encontrem a presença luminosa de Jesus e colham os frutos da salvação que Ele veio semear e cultivar em nós.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Pároco

 

 
Arquivos disponíveis:

03-02 - 09-02.pdf

10-02 - 16-02.pdf

17-02 - 23-02.pdf

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.