O Bom Deus me mostra a verdade, sinto muito bem que tudo vem dele.
Boa Tarde! São José dos Campos, quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
22º DOMINGO DO TEMPO COMUM - Mt 16,21-27 - Seguir Jesus na fidelidade e na perseverança


01/09/2014

Na continuidade do Evangelho de domingo passado, no qual Pedro reconheceu Jesus como Messias e Deus, o Salvador preocupa-se de esclarecer que embora isso seja verdade, só se manifestará depois que Ele sofrer, morrer e ressuscitar, por obediência e na fidelidade à sua missão.
Com isso Jesus nos faz ver que seu jeito de ser Messias não se baseia no triunfo conquistado pelo castigo e eliminação dos seus opositores, mas pelo serviço de amor prestado a todos, inclusive aos inimigos. Ele de fato é Messias e Deus e está a serviço do bem e da salvação de toda a humanidade, sendo que para levar isso à sua plena realização está disposto ao sacrifício de si mesmo.
Pedro tinha acabado de ser elogiado por Jesus ao responder corretamente à pergunta "Quem sou para vocês?", mas não concorda com a fala do Mestre e se apressa em chamá-lo de lado e repreendê-lo. Seu gesto revela a maneira humana de pensar que, muitas vezes, se coloca na contramão da sabedoria divina. Por tal razão recebe de Jesus uma ordem dada com palavras duras que, mais do que manifestar a irritação do Mestre, revelam o desejo de seu coração de que Pedro mude de mentalidade.
A ordem dada por Jesus a Pedro indica o lugar que ele deve ocupar enquanto discípulo: atrás do Mestre, no seu seguimento e não à sua frente como obstáculo.
O Evangelho deste domingo nos orienta para que sejamos verdadeiros discípulos de Jesus, assumindo em nossa vida o seu jeito de pensar e agir, mesmo que isso tenha consequências negativas para nós. Desafia-nos à coragem de nos colocar atrás de Jesus seguindo pelo caminho que primeiro leva à cruz e depois à glória.
Jesus não nos quer como meros admiradores de sua vida, mas sim imitadores seus em nosso tempo, por meio da fidelidade incondicional aos seus ensinamentos.
Há muitas situações da vida nas quais agimos em vista daquilo que está de acordo com nossa mentalidade (fuga do sofrimento e busca de vantagens, sucessos, lucros), mas que nos levam a fazer aquilo que se opõe à nossa identidade cristã. Renunciar a si mesmo, tomar a cruz e seguir Jesus é decidir trilhar o caminho que Ele trilhou, mesmo que isso desagrade aos outros e traga alguma dificuldade para nós.
Mas é isso que nos faz ser verdadeiros discípulos de Jesus, experimentando a alegria duradoura que nasce somente dessa experiência e transformando a vida dos outros com nosso testemunho.

Pe. Edinei Evaldo Batista
Pároco

 

 
Arquivos disponíveis:

08-09 - 14-09.pdf

Voltar

 
| Política de privacidade © 2010 Paróquia Santa Teresa do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.